Vendas de livros no país aponta bons números

Dica de leitura - Venda de Livros - Cultura Alternativa

Vendas de livros

IBGE aponta bons números para comércio livreiro

O setor de livros, jornais, revistas e papelaria apresentou de fevereiro a março um aumento de 4,7% nas vendas, segundo a Pesquisa Mensal de Comércio. No ano, acumula elevação de 24,7%

O setor de livros, jornais, revistas e papelaria apresentou de fevereiro a março um aumento de 4,7% nas vendas.

A informação está na Pesquisa Mensal de Comércio (PCM), que o IBGE divulgou esta semana, referente ao mês de março. No geral, o comércio varejista teve um crescimento muito pequeno, apenas 1% comparado a fevereiro.

Quando comparado ao desempenho no mês de março de 2021, há um crescimento expressivo no setor que inclui o comércio de livros, de 36,1%. No mês de fevereiro deste ano também houve uma elevação em relação ao mesmo mês do ano passado, está de 18,5%. A volta à escola, que neste ano teve 100% das aulas iniciadas de modo presencial, tem grande impacto nessa elevação.

Vendas de livros

No primeiro trimestre de 2022, o setor de livros, jornais, revistas e papelaria registrou 24,7% de aumento. Há também um crescimento significativo no acumulado dos últimos 12 meses. Em fevereiro, o índice era de 5%. Com as vendas de março, já atinge 9,4%.

No varejo em geral, mesmo um aumento de apenas 1% é festejado, porque aponta a terceira alta seguida. Uma elevação consecutiva durante três meses não era observada desde os números de maio a outubro de 2020.

Vale ressaltar que esse período foi marcado por uma revitalização de vendas, por conta de uma reabertura gradativa do comércio após os primeiros meses de reclusão intensa por conta da covid-19, mas esse retorno de venda presencial não durou além disso, por um novo agravamento nos números da pandemia.

Cultura Alternativa