Taxa de câmbio para cartão de crédito no exterior será a do dia do gasto

cartão de crédito no exterior

Taxa de câmbio para cartão de crédito no exterior será a do dia do gasto

 Presidente do Banco Central anunciou medida nesta quarta-feira; atualmente, conversão é feita no dia do vencimento da fatura do cartão

A circular 3.918 do BC entra em vigor em 1º de março de 2020. Ela diz que todo cartão de crédito internacional emitido no Brasil deverá, por padrão, cobrar gastos em moeda estrangeira “pelo valor equivalente em reais na data de cada gasto”.

“Além disso, a medida aumenta transparência e a comparabilidade na prestação do serviço, padronizando as informações sobre o histórico das taxas de conversão nas faturas e terão que ser divulgadas em formato de dados abertos, de forma que rankings de taxas possam ser estruturados e divulgados”, completou o BC.

Além do valor em reais e em dólar, as faturas também terão que informar a taxa de conversão entre as moedas para cada compra.

Permitida pelo BC desde o final de 2016, opção de travar cotação do dólar em compras e pagar fatura com o câmbio do dia de cada transação só é oferecida apenas por alguns bancos, segundo o BC.

“É uma medida que facilita a vida do cidadão, o brasileiro ficará mais confortável em saber quanto está gastando em reais”, afirmou o presidente da instituição, Ilan Goldfajn.

O presidente do BC concedeu nesta quarta-feira, 28, entrevista coletiva para apresentar os resultados dos dois anos da Agenda BC+, de ações da instituição nas áreas de cidadania financeira, melhoria da eficiência no sistema financeiro, arcabouço legal e custo de crédito.

Leia também – >

Banco do Brasil disponibiliza venda de dólar pelo app.