Uber Black, o diferencial comandará o futuro.

Uber Black,transporte público

O Uber Black mudou para pior, muito pior. Encontramos um motorista que mantém as tradições do Uber, como também, as aprimora.

O Brasil é um país com características especiais. Tudo aqui começa dentro das regras, e depois, sucumbe ao jeitinho brasileiro que denigre a imagem do país.

Isso é uma característica do Brasil? Não. Na Europa, Portugal é assim. E lembrem. Fomos descobertos e colonizados pelos portugueses.

 

O Uber Black – História

Me lembro, com prazer, do Uber Black no início.

Uma característica marcante e especial era se distanciar da forma como o cliente era atendido pelo transporte público, táxi tradicional, que dominava e condicionava o mercado através do corporativismo.

O Uber, que só tinha a categoria Black, entrava no mercado e conquistava os clientes mais exigentes com um valor menor à época.

Os movimentos corporativos taxistas começavam então a ter atitudes agressivas e o Uber começou a ser legalizado até chegar ao estado lastimável que está hoje.

Eis as características iniciais:

  • Carros de luxo preto absolutamente confortáveis.

  • Motorista vestido com terno e gravata em qualquer dia da semana.

  • Água mineral disponível.

  • Não havia cilindros de gás como combustível no veículo impedindo o passageiro de transportar bagagem.

  • Lucro satisfatório para o motorista.

  • Cortesia total no atendimento.

  • Colocação do rádio no canal de preferência do cliente e na altura solicitada pelo mesmo.

 

Para relaxar leia a cronica do Zildenor – 🗯 Além das praias, motoristas do Uber são um show em Floripa

 

Transporte Público – Característica

O táxi tradicional atual, antigo e sempre, em sua maioria, não todos, é composto por motoristas com vícios. O licenciamento é difícil, licenças são alugadas, têm a vantagem em São Paulo de andar no corredor de ônibus e nada mais.

Vários usam aplicativos, outros vivem na idade da pedra, sem aplicativos e cartões de crédito. A tradição, neste segmento, está acima da inovação.

 

O Uber Black – Flávio Malaquias

Usamos o Uber Black sempre, atualmente o menos pior dos transportes. Dentre muitos que pegamos, a maioria sem água, motoristas sem terno, sem respeito à audição do passageiro, encontramos um que valoriza seu trabalho na totalidade, o Flávio Malaquias.

Ele resgata os primórdios do Uber Black e aprimora o atendimento com inovações.

Veja as características do seu atendimento:

  • Terno.

  • Água disponível numa bolsa térmica para o passageiro.

  • Aroma Interno agradável e destacado.

  • Som ambiente atendendo às solicitações do cliente.

  • Fone Blutuf retirando o som do Waze para não incomodar o cliente.

  • Tv disponível para o cliente (característica personalizada).

  • Cortesia acima de tudo.

🎤 Ouça abaixo entrevista feita com ele.

 

Transporte Público – Faixas

Os táxis têm que perceber que a lei da oferta e procura com características peculiares entrou no mercado de transportes, portanto, é bom o segmento se modernizar.

 

O Uber Black – Futuro

Seria bom que os motoristas deste segmento seguissem Flávio Malaquias com seu atendimento diferenciado e digno de todos os elogios.

 

Transporte Público – Futuro

Já dito no texto no subtítulo Transporte Público faixas. O diferencial comandará o futuro.

 

O Uber Black – Lastimável

Antes de fechar a matéria, nas nossas andanças com o Uber Black, pegamos um carro cinza, belíssimo, conferimos a placa com o chamado, estava certa, só que era vermelha de táxi.

E pegamos um Tucson velho quem também não era black, ou seja, melhor mudar o nome de black para multicor.

 

Anand Rao

Editor do Cultura Alternativa

culturaalternativa.com.br