Correr, vivenciar o lado interior é ter saúde

Robinson Neves correndo

Robinson Neves, advogado, fala o que é a corrida para ele

Ele corre maratonas. Vive a stressante e prazerosa vida de um advogado onde é proprietário da Neves Filho Advocacia de Resultados (https://www.facebook.com/nevesfilhoadvocacia/). É nosso consultor para assuntos jurídicos. Tem um relacionamento sólido com Camile, que também é corredora. E nesta entrevista dá dicas para quem quer transforma sua vida num vida saudável e excitante, onde você pode viajar mundo afora correndo.

Robinson Neves. É uma prazer te entrevistar via WhatsApp. Nesta entrevista não vamos falar de direito e sim de vida, qualidade de vida, vida saudável. Primeiro, o que é qualidade de vida para você?

Pensar em qualidade de vida é pensar na tranquilidade da alma. Para isso, não adianta tratar apenas o corpo, mas cuidar da alma e da mente. Sou praticante de corrida em rua desde quando tinha menos de 18 anos. Me lembro que corria no Eixão Sul e não passava nenhum carro às 6 horas da manhã. Nasci em Brasília. A corrida para mim ajuda a cuidar da alma. Claro que é necessário cuidar do corpo, mas o efeito maior é a qualidade de vida. Após 17 anos que fiz a maratona de Paris (1999) e 20 anos que fiz a maratona de Nova York, tive a felicidade de ser sorteado para fazer a maratona de Berlim. Já estou começando os preparativos. Dieta, treino e cuidando da alma. Esses três me colocam no foco. Pretendo fazer a maratona em 3:30’ e qualificar para fazer a maratona de Boston em 2020.

Então falemos de maratona, já que foi o final da resposta anterior. Você participa de um grupo para correr maratonas, ou seja, treina com outras pessoas? Quais os pré requisitos para se correr uma maratona? Onde podem ser encontradas as corridas que ocorrem pelo mundo, há um site? Qual a alimentação antes de correr uma maratona? E as articulações, como manté-las intactas quanto à joelho e etc? Qual a forma de não sobrecarregar as pernas e pés? Fale da parte técnica que envolve correr uma maratona.

Anand, apesar da corrida ser um esporte solitário, no qual você pratica sem a ajuda de um coletivo, como futebol, por exemplo, ela une muito admoestas e participo de vários grupos de corrida, mas sou treinado no grupo do Corredores da Ceilândia (CEPLAC). Para se correr uma maratona, o requisito maior é o treino com orientação. Claro que alimentação própria, sono adequado, musculação, tudo ajuda. Mas, o treino de corrida mesmo é o essencial. Há vários sites com calendário de corridas pelo mundo, basta procurar no Google. Realmente são muitos. A alimentação antes de correr uma maratona é específica para cada pessoa, assim como o tênis. Eu mesmo tenho que comer carboidrato, antes e durante. Já vi corredor famoso comendo 10 castanhas do Pará para largar na maratona. Realmente cada tipo de músculo e de organismo define essa alimentação. Precisa haver, como já disse, orientação adequada. Treino específico, uma musculação adequada, são os ingredientes mais importantes para manter joelhos e articulações bem. Importante para não sobrecarregar o corpo como um todo é treinar sob orientação, não exagerar não treinos, um bom sono e alimentação adquada. Tudo ajuda. A parte técnica da maratona é também muito específica. Eu costumo pensar em um objetivo de tempo e, se bem treinado, tentar cumprir. Mas, sempre se diz que até os 30 km todo mundo aguenta, o problema é daí até os 42,195. Manter o foco ajuda muito.

Qual sua agenda de maratonas para o ano de 2018? Quais as corridas que pretende estar presente e qual o tempo que almeja em cada uma delas?

A primeira corrida de 2018 será a meia maratona de Verona, Itália. A medalha é uma metade que se completa com outra metade, como se fosse Romeu & Julieta. Vamos fazer juntos, eu e minha esposa. Em junho vamos fazer a meia maratona de Porto Alegre, muito famosa pelo percurso rápido e clima agradável para correr. Em setembro vamos para Berlim fazer a maratona. Uma das mais famosas maratonas do mundo. Percurso muito rápido e pretendo fazer em 3h30min. Por fim, em 2018, fechando o nosso calendário, vamos fazer o El Cruce 2018. 104 km e três dias de Corridas atravessando a Cordilheira.

Quanto aos tempos que pretendo fazer:

  1. A) meia de Verona – 2h15min;
  2. B) meia de Porto Alegre – 1h50min;
  3. C) maratona de Berlim – 3h30min.;
  4. D) El Cruce é uma incógnita.

Alguma coisa ficou pendente que gostarias de falar nesta entrevista?

Gostaria de dizer que não sou profissional de corrida. Na realidade, minha profissão é a Advocacia. O esporte, como a corrida, me ajuda a manter a saúde. Observando o necessário para poder correr, fácil verificar uma alimentação saudável, exercícios diários, gerando sempre hábitos bons para manter a saúde. Em uma profissão que se trabalha a vida inteira, manter-se bem é essencial. Correr é manter-se bem.

Anand Rao

Editor do Cultura Alternativa

www.culturaalternativa.com.br